Número total de visualizações de página

31/03/12

O espelho - Por Tatiana P. Bachur


Os pais são espelhos para os filhos, isto é fato.
Somos espelhos para sua formação como um todo: desde atitudes do dia a dia até sermos exemplo de sucesso pessoal e profissional no futuro para eles. Isso significa que se você fala palavrão, eles vão repetir (e você não terá moral para ir contra); se você gosta de ler, de estudar, vai servir de exemplos para seus filhos; se você adora ir ao shopping e volta para casa lotada de sacolas, provavelmente seus filhos vão achar normal fazer o mesmo, e assim, de coisas boas ou ruins,  seguem os exemplos…
A vontade de ter filhos sempre andou de mãos dadas com a vontade de que viesse uma menina, tanto para mim quanto para meu marido. Da parte dele, sei que essa vontade era por achar que saberia lidar melhor com menina do que com menino, já que não gosta de futebol, prefere artes,  música, sei lá, tem uma sensibilidade diferente, que combina mais com o temperamento feminino. De minha parte, também sempre achei que saberia me relacionar com menina, talvez pela óbvia semelhança entre os sexos. E aí, fomos presenteados com uma princesa chamada Mirela…



Partindo disso, fiz uma reflexão esses dias sobre o que está acontecendo já há alguns meses com ela: a descoberta da vaidade, do espelho, das pulseiras, da maquiagem, das bolsas, da escolha das roupas e sapatos, do passar perfume ela mesma, de pentear os cabelos, de usar óculos escuros, de querer calçar meus sapatos, de querer (re)furar a orelha que estava sem brinco há mais de 1 ano, de se achar linda  e querer que os outros concordem com ela…
Sendo mãe de menina, sempre me preocupei em poupá-la dos excessos da vaidade que hoje em dia é tão presente entre as menininhas das mais tenras idades (entre as mais novas, culpa das mães… #mãedemeninasurtamesmo). Imaginei que, sendo eu mesma uma pessoa muito básica, seria mais fácil. Não  tenho vícios por sapatos, bolsas, maquiagem, perfumes, não sou consumista, talvez seja uma das poucas mulheres do mundo que não pira na frente de uma liquidação; em geral, chegar em casa com compras para mim é tarefa de final de ano e só. Meu único vício, que meu marido ajuda a manter, são relógios… O resto, pra mim tanto faz se está na moda ou não. Prefiro conforto a moda, preço bom a preço alto, qualidade a quantidade. Assim, ao longo dos 2 anos e 3 meses de Mirela, conto as vezes que comprei roupas e sapatos para ela, só mesmo quando há necessidade.



Mas parece que não é só espelho-mãe que funciona para a filha. Deve haver algo inerente à criança, herança não sei de quem (de uma tia, talvez, ahahahahaha, né, Aline?), que a faz despertar para essas coisas femininas nesta idade. Falo isso porque a prima Maitê está entrando nesta fase também, justo nos seus 2 anos e poucos meses. Coincidência ou é realmente da fase? Nunca tinha parado para pensar nisso.



Pensando bem, minha preocupação com este tema começou quando percebi que a depressão estava me deixando “largada”, como descrevi num post anterior. Mesmo fora do meu estado normal, notei que eu, como espelho para Mirela, poderia estar refletindo algo negativo nela como mulher, pois passei a não me cuidar, não me importar com o que vestia, se as unhas estavam bem cuidadas ou não, se saia com ou sem batom (minha maquiagem básica é essa). E sendo minha filha uma criança muito observadora, tive medo de influenciá-la através dos meus “não atos”. Assim, resolvi, mais por causa dela do que de mim, voltar, mesmo que aos poucos, a me cuidar. Incrível como ela nota logo quando eu chego da manicure; os olhos brilham a cada cor de esmalte nova; ou quando ela me vê assim tipo mais arrumada para um evento diferente – ela vem e me abraça, como quem diz “mamãe, você está linda!”.

Não quero superestimular minha filha para o consumo, para a vaidade excessiva, para a valorização do exterior; mas também não quero criá-la como uma mulher das cavernas, sem um pingo de vaidade, sem amor próprio e sem preocupação com a aparência, afinal, ela ainda abre muitas portas no mundo e, infelizmente, não temos como fugir disso. Mas vou me esforçar para que ela enxergue em mim alguém que se cuida e se ama, o que não implica em usar saltos altos caros, bolsas novas a cada mês ou escova no cabelo toda semana. Quem se cuida e se gosta sorri, e isso é o que eu mais quero refletir em minha filha.

TATIANA, A AUTORA, FOI UMA ALUNA MINHA, SEMPRE BRILHANTE, INTELIGENTE D+ E ILUMINADA TB, TALVEZ POR TER HERDADO DA MÃE TANTA LUMINOSIDADE.  E SUA MÃE FOI UMA COLEGA PROFESSORA QUE FEZ PARTE DA MINHA HISTÓRIA, IVANETE, PROFISSIONAL E MULHER REALMENTE "DIVINA"... COM QM APRENDI TANTAS COISAS, ESPECIALMENTE "ÉTICA". TATI, MINHA QUERIDA, POSTEI PQ GOSTEI E TB ME IDENTIFIQUEI, VIU? SINTO-ME ORGULHOSA EM TER SIDO SUA PROFESSORA, MINHA LINDA. BJO REPLETO DE CARINHO E ADMIRAÇÃO TB.

FOTOS DE BEATRIZ O'GRADY FELIPE

4 comentários:

  1. A Beatriz deu um charme ao texto! Linda demais! Obrigada e beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OBRIGADÃO POR SEU ELOGIO TATI QUERIDA... BOM D+ TER VC AQUI NO BLOG! A BEATRIZ É MUITO LEVADA, MAS É UM ANJO LINDO, ASSIM COMO VC E COMBINOU COM O BELO TEXTO Q VC PRODUZIU! BJO IMENSO E VOLTE SEMPRE. "Fiz do meu corpo a morada de um anjo. Não, ele não me deu asas, eu lhe dei. Não, ele não me deu sabedoria, eu lhe dei. O anjo que mora em nós está a espera de nosso empenho para poder voar. Aguarda no silêncio palavras de amor, carinho, compaixão; palavras que lhe alimente a alma. Cuide bem do seu anjo, somente você pode lhe dar asas." T. REIS

      Eliminar
  2. Maravilha,sua reflexão Tati!! É muito importante que os espelhos estejam limpos, brilhantes, claros, para que reflitam o melhor possível!! Sua princesinha é muito linda, com esses olhos azuis maravilhosos!! E com uma super mãe, tão consciente de sua grande missão de educar, e externar o melhor de si, com certeza Mirela refletirá muitas virtudes, sabedoria e fará diferença na vida dos que a cercam!!! Concordo com sua professora quando ela diz que vc é iluminada e herdou de Ivanete, pessoa querida que sempre demonstrou ética, o saber ouvir sem critcar, muita sabedoria mesmo!!! Saudades de minha amiga e colega de facul Ivanete. Com certeza ela é uma mãe e vovó muito feliz com suas filhas e netos. Ela plantou boa semente e está colhendo bons frutos. Parabéns pela família linda que são vocês!!! Dá um forte abraço na Ivanete por mim, um beijo prá vc e um cheiro bem grande na Mirela!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OI NÁDIA, BOM TER SEU MARAVILHOSO COMENTÁRIO AQUI NO BLOG! VISITE-NOS SEMPRE... CONSINTO COM TUDO O Q DISSE, MAS FAÇO UM PEQUENO ESCLARECIMENTO, AS FOTOS NÃO SÃO DA MIRELA, SÃO DA MINHA FILHA BEATRIZ, E AGRADEÇO O ELOGIO A MINHA PRINCESINHA, OK? GRANDE BJO E FOI UM PRAZER TER VC POR AQUI. TUDO DE LINDO. TÂNIA

      Eliminar