Número total de visualizações de página

19/04/12

A Mulher Madura - Por Vanessa Pena

RECEBI POR E-MAIL ESSA BELA CONTRIBUIÇÃO DO MEU QUERIDÍÍÍÍSSIMO
 CUNHADO E AMIGÃO DE TODAS AS HORAS, CARLOS KURTZ! VALEU!!!

Quando resolvi escrever sobre a MULHER MADURA, pensei em mim e em todas as mulheres de trinta, quarenta, cinquenta... não importa a idade, claro, não desmerecendo as mais novas, até porque, pretendo falar de toda vivacidade que elas possuem. A MULHER MADURA tem um jeito todo especial de ser. MULHER MADURA não é ventania, ela é ar em movimento. Ela possui uma beleza peculiar que não se iguala a nenhuma outra. Pena daqueles que não sabem percebê-las!!!
A MULHER MADURA não PEGA, ela TOCA. A MULHER MADURA não come, ela se ALIMENTA. A MULHER MADURA não provoca, ela já é PROVOCANTE. A MULHER MADURA não é inteligente, ela é SÁBIA. A MULHER MADURA não se insinua, ela mostra o CAMINHO sutilmente. A MULHER MADURA não se precipita, ela espera o MOMENTO CERTO. A MULHER MADURA não nada, ela NAVEGA. A MULHER MADURA não voa, ela FLUTUA. A MULHER MADURA não pensa em quantidade, ela prefere QUALIDADE. A MULHER MADURA não vê, ela OBSERVA. A MULHER MADURA não anda, ela CAMINHA. A MULHER MADURA não deita, ela ADORMECE. A MULHER MADURA não é pretensiosa, ela simplesmente se GOSTA. A MULHER MADURA não julga, ela ANALISA. A MULHER MADURA não compara, ela ASSIMILA. A MULHER MADURA não consola, ela ACALENTA. A MULHER MADURA não acorda, ela DESPERTA. A MULHER MADURA não coloca algemas, ela os deixa LIVRE. A MULHER MADURA não enfeitiça, ela ENCANTA. A MULHER MADURA não é decidida, ela apenas sabe O QUE QUER. A MULHER MADURA não é exigente, ela é SELETIVA. A MULHER MADURA não se senti velha, ela se considera EXPERIENTE. A MULHER MADURA não se lamenta, ela tenta fazer DIFERENTE. A MULHER MADURA não tem medo, ela tem RECEIOS. A MULHER MADURA não faz juras, ela deixa por conta do TEMPO. A MULHER MADURA não tira conclusões, ela faz SUPOSIÇÕES. A MULHER MADURA “não desce do salto”, ela tem “JOGO DE CINTURA”. A MULHER MADURA não brilha, ela é ILUMINADA. A MULHER MADURA não dá tchau, ela ACENA. A MULHER MADURA não gosta de ser vigiada, ela prefere ser ESCOLTADA. A MULHER MADURA não é moderna, ela é ELEGANTE. A MULHER MADURA não quer ser cobiçada, ela prefere ser DESEJADA. A MULHER MADURA não possui sombras, ela tem AURA. A MULHER MADURA não adivinha, ela tem PERCEPÇÃO. A MULHER MADURA não faz sexo, ela é mestre na ARTE DE AMAR. A MULHER MADURA não fica, ela se ENVOLVE. A MULHER MADURA não é fácil, ela é FLEXÍVEL. A MULHER MADURA não manda, ela ADMINISTRA. A MULHER MADURA não aflora, ela é um constante FLORESCER.
Enfim, a MULHER MADURA é um conjunto de todas as belezas possíveis. MULHER sensível, mas ao mesmo tempo uma verdadeira guerreira, é forte, mas é feminina, porém, muitos não possuem sensibilidade para perceber tal beleza, mas aqueles que descobrem... preferem morrer nos braços dessa tal mulher, que não é DOCE, mas que, simplesmente é puro MEL.

O meu texto "MULHER MADURA",  foi realizado com grande satisfação e carinho em homenagem a nós guerreiras e a todos os homens com sensibilidade para nos perceber. Vanessa Pena

ADOREI VANESSA E SÓ POR ISSO POSTEI!!!

ERA UMA VEZ - POR TÂNIA CAMINHA O'GRADY FELIPE





18/04/12

Vamos viajar como nossos filhos? Por Tatiana Bachur


TATI, TÔ EU AQUI EMOCIONADA... EMOCIONADÍÍÍSSIMA! É INCRÍVEL A SIMPLICIDADE TÃO BELA EM TUDO O QUE VC TRANSCREVE DO PLANO DAS IDEIAS... ADORO MUITO ESSA FORMA LINDA E ÍMPAR DE ESCREVER, ESCREVER E ESCREVER... BEM, BOM, PARA O BEM, E SEMPRE BOM DE LER, DE VER, DE RETER E DE FAZER POR ONDE MERECER... E MAIS AINDA DE SABER... ESSA SUA DEDICATÓRIA ME ENCANTOU, TANTO (OU MAIS) QTO O MUNDO DA IMAGINAÇÃO!!! AGRADEÇO BASTANTE E FOI UM PRESENTÃO INESQUECÍVEL ESSA DEDICATÓRIA RECEBIDA, ESPECIALMENTE NA DATA DE HOJE, POR VC, MINHA QUERIDA E CARINHOSA, TATI. ORGULHO-ME DE TER SIDO SUA PROFESSORA, MESMO AINDA TÃO NOVINHA, COM 16 ANINHOS E SEM TANTA EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA... VC PASSOU PELAS MINHAS MÃOS COMO ALUNA E SOU FELIZ POR ISSO, VIU? BJAÇO DE GRATIDÃO E RECHEADO DO MEU CARINHO TB! "TIA TÂNIA" - SUA EX-PROFESSORA E ATUAL AMIGA.

Tatiana Paschoalette R. Bachur Amei suas palavras! Amo sempre! Incentivadoras e instigantes! Beijos mil!

Tânia Caminha O'Grady Felipe MINHAS PALAVRAS SÃO SÓ PRA DEMONSTRAR GRATIDÃO, ALÉM DE IMENSA SATISFAÇÃO!!! MAIS UMA VEZ PEÇO PERMISSÃO PRA POSTAR ESSA BELEZURA NO BLOG E... "SERFELIZDEBEMCOMAVIDA" POSSO? BJO.

Tatiana Paschoalette R. Bachur Urrraaa! Se não pode, Tânia Caminha O'Grady Felipe ??? Quem sou eu para dizer que não!?

TATI, VALEU, MEU BEM...  "Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende". Guimarães Rosa
AMO D+ APRENDER COM VC NESSE NOSSO CONVÍVIO FACEBOKEANO, TÁ? 1 bjo

Direto do acervo de Mirela, três sugestões bem diferentes... Escolha a sua e embarque rumo a emoção!

“Vamos viajar, filha?!
Pra onde, mamãe?
Pra onde você quiser! É só escolher o livro…”
Um  livro é como uma viagem. Daquelas viagens que a gente não quer que tenha volta… Daquelas que a gente quer ir, ir, ir até onde a vista não alcançar mais… Daquelas que a gente vai com a roupa do corpo, sem dinheiro  e nem por isso deixa de curtir.
Quando você compra um livro, compra um destino, um bilhete para um lugar qualquer, que você só vai descobrir quando embarcar nas asas-páginas do precioso objeto adquirido. Uma criança viaja muito com um livro… Viaja nas cores, nas palavras, mesmo que só ouvidas na voz de quem se ama.
Um dia, um homem resolveu distribuir bilhetes de viagem por aí. Chamava-se José Bento Renato Monteiro Lobato (Taubaté, 18 de abril de 1882 – São Paulo, 4 de julho de 1948). Ainda hoje, crianças e adultos embarcam rumo a grandes aventuras mundo afora graças a este homem. Como pode uma só criatura proporcionar tanto prazer para a humanidade, como pode ser tão generoso ao ponto de levar todo mundo para destinos tão maravilhosos?
Hoje, colhemos os frutos daquele que tão generosamente levou gerações a um mundo chamado encantamento. São pessoas que, como eu, tornaram-se apaixonados pela leitura e, quase que consequentemente, mas não obrigatoriamente, também pela escrita. Pessoas que viajam num bom livro e que gostam de dar asas aos que o cercam compartilhando suas descobertas…
É assim que quero fazer com minha filha: dar-lhe asas para sobrevoar os lugares mais distantes, sem ao menos precisar sair do chão. Quero que ela enxergue além das colinas, quando minha voz estiver lendo as páginas de seu livro preferido; quero que ela embarque, a cada página virada, no mundo que só ela e sua mente podem criar.
Ah, os livros! Esses objetos do desejo daqueles que sonham em chegar a lugares desconhecidos, inexplorados e, porque não dizer reais?!
Na foto, três livros bem diferentes e bem curtidos aqui em casa:
# A Arca de Noé, de Vinícius de Moraes, vendido atualmente pela Natura, projeto Crer para Ver. Além de colaborar com o projeto, você adquiri uma obra prima para toda a família. Poesias que marcaram as crianças da minha geração, os nascidos nos anos de 70, que nos anos 80 puderam ver as poesias de Vinícius se transformarem em lindas canções cantadas até hoje e apresentadas em musicais pela Rede Globo, como O Pato,O  Leão, Menininha, O Girassol, A Foca, A Casa, O Relógio… Imperdível!
# Adivinha Quanto Eu te Amo, de Sam McBrantney. Um livro lindo, doce, meigo; um livro que fala de amor…Amor de filho para pai e vice versa. Encantador!
# Querida Mamãe, Obrigado por Tudo, de Bradley Trevor Greive. Comprei esse livro para mim, em 2001, sem ao menos imaginar que hoje, 11 anos depois, ele estaria todo poidinho de tanto que minha filha o lê. É basicamente um livro de imagens, com fotos reais de animais e que contam uma historinha de agradecimento às mamães. Um encanto!
Essas são nossas sugestões para hoje…Quem sabe outro dia a gente se senta de novo numa roda de conversa, em algum lugar do mundo, e compartilha novos destinos, hein?!…
Salve o Dia de Lobato! Salve todos os dias, os dias que a gente tem para ler!

DEVIDAMENTE POSTADO, TATI!!! BJO MEU.

E VIVA M. LOBATO, QM PRIMEIRO ME PROPICIOU O ENCANTAMENTO PELO MUNDO DA LEITURA, VIAJANDO LOOOONGE NA IMAGINAÇÃO... E VIVA O DIA DO LIVRO INFANTIL! ATÉ HOJE ADOOOORO LER... LIVROS INFANTIS TB! 

TÂNIA

 E COMO DIZ QUINTANA: Dupla delícia/ O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado.

16/04/12

Em tom de celebração - Por Déa Januzzi

Livrai-nos, Senhor, da morte diária dos nossos sonhos; enterrai, de vez, a falta de entusiasmo, o martírio de viver cada dia como se fosse um calvário.

Livrai-nos, Senhor, de todos os males e das pedras no caminho que nos fazem tropeçar na mediocridade e na mesmice das coisas. Enterrai para sempre, Senhor, a falta de compaixão. Livrai-nos, Senhor, das chagas da intolerância, da injustiça e da prepotência que se abrem diante dos nossos olhos, sem que encontremos o bálsamo para cicatrizá-las.

Livrai-nos, Senhor, dos entulhos do coração para deixá-lo mais leve e livre para amar indistintamente. Tirai as cinzas não só das quartas-feiras, mas de todos os dias de chumbo e de trevas que, porventura, surgirem em nosso caminho.

Aliviai, Senhor, o peso da cruz sobre os nossos ombros, para que em cada estação surja um Cirineu para nos ajudar a seguir em frente. Que as Marias Madalenas continuem a enxugar o suor do nosso rosto e expiar a culpa da humanidade. Dai a Madalena, Senhor, um lugar de destaque e de redenção. Curai as feridas de todas as Madalenas. Expurgai, Senhor, o preconceito, o ódio, o cansaço e a solidão.

A partir de hoje, Senhor, estendei os tapetes de glória, com as cores da ressurreição, desde a leveza dos tons claros até a densidade dos púrpuras e vermelhos. Estendei, Senhor, a serragem colorida pelas avenidas da nossa alma. Deixai-nos com essa sensação de ressurgir do nada, de reerguer sobre os escombros da insegurança.

Dai-nos, Senhor, o milagre do pão e do vinho, para que o prazer esteja sempre à nossa mesa, com a mesma fartura e o sentido de um ritual. Ressuscitai, Senhor, a esperança nossa de cada dia, a alegria de acordar e de dormir sem sobressaltos. Que os pesadelos não nos despertem do sono, que a consciência amanheça conosco e siga em frente sem as sombras da pesada noite.

Dai-nos, Senhor, a possibilidade de recomeçar, de dar a volta por cima, de ressurgir, de renascer em meio ao caos. Livrai-nos do sepulcro, arrancai os espinhos da dor. Bendizei, Senhor, as flores que acabam de nascer nos lugares mais secretos do nosso ser.

Regai, Senhor, o jardim das oportunidades para os jovens que vivem hoje como zumbis, sem projetos de vida. Acendei, Senhor, a tocha nos corações perdidos na escuridão, enferrujados de medo, aprisionados de dúvidas. Curai as nossas feridas antigas e as que ainda vão se abrir dentro do nosso peito.

Perfumai, Senhor, as nossas casas com o cheiro da comida das avós. Acendei um fogão de lenha em nossas lembranças mais profundas, onde só cabem os almoços de domingo, a família reunida e o afeto servido em forma de chocolate, para lambuzar bocas e mãos, para seduzir as crianças e embriagar os mais velhos.

Fazei o milagre da multiplicação, Senhor, para as mães que não têm o que dar aos filhos neste dia. E aos pais humilhados e ofendidos, dizei, Senhor, que há um dia depois do outro e que o amanhã chega mais depressa do que se imagina. Iluminai, Senhor, o caminho dos desamparados, dos deprimidos, dos que estão sofrendo de amor, dos desiludidos, dos que não creem em mais nada. Acendei, Senhor, a luz de melhores dias. Amém!
 

LISTA DE FILMES RECOMENDADOS


28 dias 
Alcoolismo Internamento e processo de desintoxicação. Relações familiares e de amizade. 
3 irmãs
Filme francês, relações entre mãe e filhas e entre irmãs.
4 meses 3 Semanas 2 Dias
Filme romeno, gravidez, aborto, amizade.
A beira da loucura
Normalidade anormalidade loucura, suicídio, relação de jovens
A casa de vidro
Órfãos, relação entre irmãos
A casa dos espíritos 
Saga de uma família em 3 gerações. Relações familiares Relações de casal 
A cor de um crime
Preconceito de cor, perdas, escolhas.
A dona da história 
Como seria sua vida se as escolhas fossem outras. Escolhas. Relações de casal. 
A Duquesa
Casamento e relacionamentos na vida de uma mulher do século 17-18
A espera de um milagre 
Presidiário que tem dons de cura, a espera da morte. Relações de amizade e confiança. 
A guerra dos Roses 
Padrões de competição entre um casal 
A história de nós dois 
Relacionamentos homem/mulher Casamentos Retrata as dificuldades de um casal com as “sombras”das suas famílias de origem. Família Filhos Terapia Recasamento 
A história oficial 
Repressão Adoção 
A jornada de Dodson
Relação de casal, separando relação pai com a filha
A lei do coração 
História da tataravó – Casa onde as mulheres teriam para voltar Mulheres – Relação homem/mulher 
A Partida
Preconceito, escolhas vocacionais. Relações de casdal e familiares.
A procura da felicidade
Pai solteiro desempregado e seu filho. Procurando manter a relação e a esperança
A Troca
Filho é seqüestrado e é devolvido outro. Relações de poder e controle.
A voz do coração
Meninos, maturidade, relação educação e modelos
Adorável Júlia
Vingança
África dos meus sonhos 
Vida na Africa - Relação de casal - Perdas – Relações familiares 
Alguém tem que ceder 
Relacionamentos Relações familiares e afetivas Envelhecimento 
Amigas com dinheiro
Relações de casal. Traição, competição.
Amor sem escalas
Padrões de relação. Escolhas.
Antes De Partir
Doentes terminais saem  hospital para curtir a vida  antes do fim
Ao Entardecer
Mulher a beira da morte, revive situações da adolescência, amores. Relação entre irmãs, e com mãe
Aos olhos de uma mulher
Redescoberta da própria vida após perder o marido. Relações e escolhas e transformações.
Aos treze
Angustias e dificuldades de uma adolescente de treze anos ao lidar com a vida .
As 7 regras do amor
Morte da mãe, relação filha e mãe, relação filha e pai.
As Brumas de Avalon 
Sobre Morgana irmã do Rei Arthur Metáforas sobre momentos críticos e terapêuticos 
As Invasões bárbaras 
Relações familiares Relações entre pai e filho Morte Eutanásia Relações conjugais Revisão da vida 
Assim caminha a humanidade 
História de 3 famílias texanas, com todos os elementos emocionais de encontros e desencontros 
Assim caminha a humanidade 
Clássico sobre relações familiares e amorosas
Balsac e a costureirinha chinesa 
Amores adolescentes. As relações amorosas e de amizade na juventude. Relações na China de Mao. 
Bogus meu amigo secreto
Relação da criança com a fantasia e a solidão 
Casa de areia 
Saga de 3 gerações de mulheres. Relações mãe filha. Relações amorosas. 
Casamento Grego 
Influência dos pais na decisão dos filhos Casamentos inter racial Relações conjugais e familiares 
Chegadas e partidas 
Relacionamentos familiares – Mitos familiares trigeracionais 
Chocolate 
Mitos Relações homem / mulher 
Cidade dos anjos 
Padrões de relações e de amor. Desprendimento e perdas. 
Closer – Perto demais 
Relacionamentos amorosos. Riscos relacionais. Culpa e perdão. Padrões relacionais de casal. 
Cocoon 
Envelhecimento Esperança 
Colateral
Rede interligada de emoções, sonho individual infantilizado
Colcha de retalhos 
Relatos e relações femininas enquanto fazem uma colcha de retalhos. Relações familiares – Relações entre mulheres 
Como água para chocolate 
Mitos familiares Relações familiares 
Conduzindo Miss Dayse 
Envelhecimento Relações familiares e pessoais 
Confissões do Sr Schmidt 
Aposentadoria Crises Mudanças Relações familiares 
Corações apaixonados 
4 casais na busca do relacionamento ideal. Relação do casal com filhas diferentes – Pai com câncer Relações homem/mulher nas várias fases, etapas e tipos - Relação pais filhos 
Corpo fechado 
Crises Aprendizagens e mudanças Padrões familiares 
Crianças invisíveis
Vários filmes sobre crianças de diferentes nacionalidades
Da magia à sedução 
Relações familiares Relações de casal Relações entre irmãs 
Dança comigo 
A dança como metáfora de relacionamentos, crises e descobertas 
Dança comigo?
Companheirismo, fidelidade, e busca de um ideal e felicidade
De encontro com o amor
Busca de um ídolo, relações familiares e amorosas.
Desde que Ota partiu
Compaixão e vínculo
Desejo E Reparação
Relações familiares, ciúme, inveja e mentira.
Diarios de motocicleta
Relação de amizade e construção de um ideal. Masculino 
Diários de uma paixão 
Relacionamento de casal – Amor e dedicação – Velhice 
Divã
Reflexões e experiiências de uma mulher de meia idade
Divinos segredos 
Relações mãe e filha 
Doce novembro 
Relações amorosas. Padrões relacionais. Doença terminal. 
Dogma 
Confronto entre o bem e o mal Dogmas 
Dogville
Relações humanas e grupais
Dona Flor e seus dois maridos 
Padrões de relações conjugais. 
Duas semanas
Relações entre irmãos e com a mãe que está terminal de câncer.
Duas vidas 
Reflexões sobre projetos de vida e sua execução. 
Efeito borboleta 
Reflexões sobre o tempo. Relações, família, amizade, memória, infância 
Ela é poderosa
Relações familiares com mãe e avó controladora. Mágoas e acertos.
Elza e Fred Um amor de paixão
Romance na velhice. Encantamento
Em boa companhia
Busca de um ideal 
Encontrando Forester 
Padrões de relacionamento – Desilusão - Esperança 
Entre dois amores 
Relação homem/mulher - Forma feminina de amar 
Entre Lençóis
Encontro casual, possibilita várias questões de relação de casal.
Escritores Da Liberdade
Professora leva alunos a escrever diário sobre suas tragédias pessoas.
Eterno amor
Busca de um propósito, relação amorosa
Evelyn  Uma história verdadeira
Mãe abandona 3 filhos e o pai luta para ficar com eles
Feitiço do tempo 
Formas de lidar com a frustração e impotência Decisão 
Fernão Capelo Gaivota 
Sonhos, ousadia, intenção. 
Filadélfia 
Pré conceitos – Aids 
Fim de caso 
Casamento Triângulos 
Foi apenas Um Sonho (????)
Desencontro na relação de casal. Desesperança. Sonho e realidade. Suicídio.
Frankie e Johnny
Conflitos relacionais O amor vale a pena
Garotos da minha vida 
Relações familiares, relação com pais, relação com mãe. Projetos de vida. 
Geração roubada
três garotas fogem de um campo britânico em uma busca desesperada de retornarem às suas aldeias de origem. Aborígenes Australia
Gilbert Grape – Aprendiz de sonhador 
Relações familiares Padrão de funcionamento 
Guerra ao terror
A guerra como vicio no  padrão de funcionamento.
Honra e liberdade
Vida entre os Maoris, valores e ética
Indochina 
Relações familiares – Relações mãe/filha 
Infidelidade 
Padrões de relações de casal. Infidelidade na vida do casal. Riscos e escolhas. 
Insustentável Leveza do ser 
Relações de casal 
Invictus
Persistência, decisão, envolvimento nas tarefas
Ira & Abby
Casamentos, família, terapeutas e analistas, terapias.
Irmãs gêmeas
Relação entre irmãs gêmeas.
Jornada de uma alma 
Sobre o início do tratamento psicanalítico de Carl Jung. Acontecimentos na vida de uma judia russa psiquiatra e educadora. 
Juno
Gravidez na adolescência
K pax 
Internamento psiquiátrico Envolvimento dos terapeutas Fantasia realidade 
Kinsey
Diversidade sexual. Liberdade propósito na vida
Laços de ternura
Relação mãe filhos e netos Manipulação Perda de filho Relações de casal
Lado selvagem
Reação a tres Homossexualidade, quebra de fronteiras
Lavoura arcaica
Relação familiar, loucura na família relação pai e filho
Lembranças de um verão 
Com a morte de um amigo, homem de meia idade revê sua vida aos 11 anos 
Letra e música
Criatividade, dificuldades de criação. Relacionamentos de amizade e amorosos.
Licença para casar
Tarefas pré casamento.
Lutero
Perseverança nos seus ideais religiosidade
Ma educação
Homossexualidade, abuso sexual
Malena
Relacionamentos em época de guerra Prostituição Preconceitos 
Mar a dentro 
Eutanásia.Padrões de relacionamento s familiares, amorosos e de amizades.
Mar aberto 
Perdidos no mar, um casal revê sua relação. Padrões de relação de casal. 
Mata-me de prazer
Relação homem mulher, mito do barba azul 
Menina de Ouro 
Decisão, determinação, relações de intimidade e confiança. Eutanásia. Força das amizades e da determinação. Tetraplegia. 
Minha família 
História de uma família latina em São Francisco, durante várias etapas, por 60 anos. Relações familiares 
Minha mãe é uma sereia 
Diferenciação e relação mãe e filha 
Minha mãe quer que eu case
Relação mãe divorciada com  suas  filhas. Escolhas, relações amorosas e familiares.
Minha vida sem mim
Doença fatal, retomada dos sonhos. Decisão e escolhas.
Moça com brincos de pérola
Estética, relação afetiva 
Morte em Veneza
Relação de opostos
Mr Jones
Bipolaridade, autodestruição, amor.
Muito além do jardim 
Comunicação Relacionamentos Envelhecimento 
Muito bem acompanhada
Solidão, romance, acreditar no outro
Muito gelo e 2 dedos de água
Relações entre irmãs e com avó.
Na companhia do medo 
Perda de memória Psiquiatria clínica 
Não é você sou eu
Relação de casal, separação , amadurecimento, escolhas
Nas profundezas do mar sem fim 
Rapto de um filho e retorno dele já adolescente Relações conjugais e familiares. 
Ninho Vazio
Relação de um casal quando o filho cresce e sai de casa.
No limite das emoções
Família italiana moderna. Casamento, traições, paixão. Relacionamento pais filhos
No limite do silêncio 
Relações familiares Relações entre pai e filho 
Notas sobre um escândalo
Relação professores entre si e com alunos. Envolvimento de professora com aluno. Ciúmes e destruição.
Nunca te vi sempre te amei 
Comunicação Relacionamentos 
O amante
Formas diferentes de lidar com a perda de esposa. Relações pai e filha.
O amor em tempos de cólera
Relações amorosas e de casal. Fantasia e persistência.
O amor não tira férias
Rompimentos, relações amorosas.
O Baile 
Filme mudo sobre um baile Relações e relacionamentos 
O cadilac azul 
Relações entre irmãos Relações familiares Mitos familiares 
O campo dos sonhos 
As possibilidades que se abrem ao ir atrás dos sonhos. Crenças, planejamento. 
O carteiro e o poeta 
Padrões de comunicação
O dia depois de amanhã
Relação pai filho, confiança
O entardecer de uma estrela
Relacionamentos familiares, avó e netos. Envelhecimento.
O fantasma da ópera
Relação pai e filha 
O filho da Noiva 
Filho de mãe com Mal de Alzheimer, que revê suas relações após problema cardíaco. Relações familiares, especialmente mãe/filho 
O homem bicentenário 
Relacionamentos 
O Jantar 
Relacionamentos - Relações 
O jantar 
Padrões de funcionamento e de comunicação. 
O jardim secreto 
Órfã infância transformações familiares e sistêmicas 
O leitor
Amor, lealdade. Escolhas e culpas. Relação entre familiares e entre pai e filha.
O lenhador
Relação, pedofilia, compaixão
O Misterioso Caso De Benjamin Button
Relação de casal. Parceria. Envelhecimento
O operário
Culpa que leva a loucura
O pai da noiva 
Relações familiares e de casal 
O pai da noiva 
Vivência de um pai e da família sobre o crescimento e casamento da sua filha. 
O preço de uma escolha 
Aborto Pré conceitos 
O segredo de Vera Drake
Aborto, culpa, segredo
O sexto sentido 
Relações familiares e de amizade. Relação terapeuta e clientes. 
O Som Do Coração
Órfão abandonado, fé e esperança, perseverança.
O tempero da vida
Relação de um menino/homem com seu avô mítico. Reflexões sobre a vida, escolhas, medos e relações. 
O terminal
Dificuldade entre grupos diferentes Preconceito
O último adeus 
Relações familiares e de amizade Velhice 
Os Esquecidos
Desespero materno, crianças abduzidas e esquecidas pelos pais
Os incríveis
Relação familiar
Outono em Nova York 
Relações de uma moça com homem mais velho. Relações amorosas Doença terminal 
Palavras de amor
Competição, valores, escolhas
Peggy Sue Seu passado a espera 
Confrontações entre vida e projetos da adolescência e a vida adulta. 
Peixe grande e suas histórias maravilhosas
Relação pai e filho Realidades paralelas
Pelle o conquistador 
Relações pai e filho 
Pequena Miss Sunshine
Relações familiares. Infância.
Poder além da vida
Desafios e perdas. Persistência, esperança e decisão.
Pollok 
Saga de um pintor expressionista 
Ponte para Terabitia
Dificuldades familiares, timidez. Fantasia.
Preciosa
Adolescente negra, grávida, abusada pelos pais. Esperança , luta e coragem.
Primavera verão outono inverno e primavera
Ciclo da vida, relações sistêmicas
PS eu te amo
Perda de marido, retomada da vida e do amor.
Quase dois irmãos
Temporalidade, relações sociais, contemporaneidade
Ray
Vencer os limites, relações familiares e conjugal
Refém do silêncio 
Um psiquiatra lidando com sua relação com uma cliente, sua família, segredos e riscos. 
Regras da vida 
Aborto Escolhas Ética 
Retratos de família
Relações familiares e de casal desajustados.
Revelações 
Segredos compaixão
Seabiscuit 
O poder da esperança e a coragem de transformar sonhos em realidades. 
Sem consciência
Objetivo de vida, mundo paralelo, dupla realidade
Segredos de família
Rituais após morte da bisavó
Segredos íntimos
Filme israelense, colégio para mulheres. Amores, persistência, amores homossexuais.
Seus amigos seus vizinhos
Relação casal, traição sob diferentes perspectivas
Shirley Valentine 
Casamento Decisões Escolhas 
Side way Entre umas e outras 
Processo de amadurecimento de dois homens Amizade Relacionamentos 
Simplesmente Martha
Relações familiares, adoção, relação tia e sobrinha
Sob o céu do Líbano
Guerra Israel X Líbano casamento e paixão
Sob o sol da Toscana 
Padrões de relacionamento de amizade e amorosos. Dependência e independência nas relações. 
Sunshine - O despertar do século 
História de 3 gerações Relações, mitos e conflitos familiares 
Tempo de recomeçar 
Relações pai e filho – Mitos familiares – Doença terminal – Relações familiares e relações conjugais. 
Tomates verdes fritos 
Mudança pessoal Decisões 
Tratamento de choque 
Tratamento psicológico fora dos padrões ortodoxos. 
Um amor para toda a vida
Lealdade e amores. Velhice e juventude. Relação mãe e filha.
Um ato de coragem
Filho transplante do coração, relações familiares
Um Brilho eterno de uma mente sem lembranças
Múltiplas realidades, bancar o desejo da relação mesmo na dificuldade
Um coração para sonhar
Amor e paixão, desacertos familiares, relações amorosas.
Um crime de mestre
Traição, vingança, relações amorosas
Um estranho no ninho 
Hospital Psiquiátrico individualidades 
Um grande garoto 
Relacionamentos. Padrões familiares e de relações 
Um homem de família 
Padrões de funcionamento Visões deferentes do mesmo problema 
Um motivo pra viver
Segredos, dupla realidade, saídas
Uma amizade sem fronteira
Relação adulto criança, descoberta do mundo, ciclo vital Relação de amizade
Uma canção de amor para Bobby Long
Segredos, pressão da vida, dificuldades
Uma lição de amor 
Relacionamento de um pai com dificuldads intelectuais com sua filha bebê. Adoção. 
Uma mente brilhante. 
Um matemático brilhante lutando com sua doença psíquica. Relações de casal e familiares. 
Uma vida em 7 dias
Escolhas, amizades, mudança.
Vênus
Paixão e amizade na velhice.
Voltando a viver 
Adoção Família Terapia Terapeuta 
A cor do paraiso
Um menino cego, suas relações com o pai, avó e irmãs.
A mulher do meu irmão
Relações familiares, entre casal, entre irmãos. Homesexualidade e sexualidade. Traições, culpa e escolhas.
A vida no paraíso
Maestro famoso e com problemas de saúde volta à sua cidade natal. Esforço, amizade, desafios.
Antes do amanhecer
Relacionamento entre dois jovens, por uma noite.
Antes do por do sol
Relacionamento de um casal muitos anos depois de haverem passado uma noite juntos.
Capote
Motivos internos e ações externas. Pena capital.
Casa vazia
Solidão Relações Parceria
Crash – No limite
Preconceitos, relacionamentos, estresses vida na cidade grande.
Crimes de primeiro grau
Relação de casal. Mentiras, enganos e confiança. Traições morais.
Crossroad – Amigas para sempre
Adolescentes se tornando adultas. Amizade, amor.
Dizem por aí
Segredos familiares  Relações familiares Relações com avó materna  perda de mãe
E se fosse verdade
Escolhas profissionais e amorosas. Decisões quando uma pessoa está em coma
Em busca da terra do nunca
Amizade e família.  Integração entre fantasia e realidade. Infância.
Em seu lugar
Relações familiares filhas com pai e madrasta avó materna, irmãs que funcionam de formas diferentes
Encantadora de baleias
Menina que luta para ocupar seu lugar na tradição de sua tribo. Encantamentos, relações familiares difíceis.
Flores partidas
Avaliação das relações  Relação com filho fantasiado
Hora de voltar
Pai psiquiatra, filho com problemas. Escolhas, relacionamentos.
Johnny e June
Casal lidando com o sucesso, o fracasso, drogas, família e relacionamentos.
Longe do paraíso
Mulher branca em dificuldades com seu marido, se apaixona pelo jardineiro negro. Homossexualidade, traição, decisões difíceis.
Lugar nenhum na África
Famílias no exílio. Relacionamento conjugal, relacionamentos de família. Criança vivendo em lugares muito diferentes.
Machuca
Relacionamento de 3 crianças num momento político difícil e perigoso.
Memórias de uma gueixa
Relações familiares e amorosas no mundo das gueixas. Escolhas e riscos.
Moça com brinco de pérolas
Desejo, relacionamentos, renúncia. Diferenças de classes e de motivações.
O jardineiro fiel
Relações de casal, intimidade e confiança. Preconceitos e ideais. Escolhas.
O segredo de Brokeback Mountain
Relações amorosas O amor em vários ângulos Preconceitos. O amor e relações homossexuais.
O violinista que veio do mar
Amor e paixão de uma mulher mais velha. Amizade, relações entre irmãs.
Orgulho e preconceito
Relações familiares, família de 5 irmãs. Relações amorosas.
Paradise now
Relações, decisões e angústias de um palestino treinado para ser homem bomba.
Ponto final – Match point
Relações amorosas, relações de poder, de traições, decisões.
Provocação
Morte dos filhos   Dificuldades nas funções parentais
Querido Frank
Relação pai e filho. Mãe que protege filho do sofrimento do pai ausente.
Reflexos da amizade
Segredo, morte de mãe, amizade, solidão.
Resgate de Laureen Mahony
Casamento intercultural. Seqüestro e resgate de uma filha. Relação mãe e filha.
Se eu fosse você
Relações de casal  troca de lugares e visões
Terapia do amor
Relacionamentos familiares, mãe e terapeuta. Dificuldades num relacionamento com diferença de idades.
Todas as cores do amor
O amor em suas várias possibilidades de relações e escolhas.
Tudo em família
Relações familiares, mastectomia, perda mãe, casais
Um casamento à indiana
Relações familiares com família extensa. Indecisões, escolhas. Segredos, família. Rituais de casamento e relacionamentos intimos.
Valentin
Menino vive com a avó , relação de amizades, relações familiares. Escolhas.
Vicky Cristina Barcelona
Relações amorosas inusitadas. Escolhas.

TRECHOS DO ÚLTIMO DISCURSO DO FILME: O Grande Ditador- Charles Chaplin



 TRECHOS FORAM LIDOS POR MIGUEL FALABELLA NO ÚLTIMO CAPÍTULO DA NOVELA AQUELE BEIJO.
Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. 
Gostaria de ajudar - se possível - 

Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. 
Os seres humanos são assim. 
Desejamos viver para a felicidade do próximo - 
não para o seu infortúnio. 
Por que havemos de odiar ou desprezar uns aos outros? 
Neste mundo há espaço para todos. 
A terra, que é boa e rica, 
pode prover todas as nossas necessidades.


O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. 
A cobiça envenenou a alma do homem ...
 levantou no mundo as muralhas do ódio ... 
e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. 
Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. 
A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. 
Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. 
Mais do que máquinas, precisamos de humanidade. 
Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura.
 Sem essas duas virtudes, 
a vida será de violência e tudo será perdido.


A próxima natureza dessas coisas é um apelo eloqüente à bondade do homem ... um apelo à fraternidade universal ... à união de todos nós. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhões de pessoas pelo mundo afora ... milhões de desesperados, homens, mulheres, criancinhas ... vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. 
Aos que me podem ouvir eu digo: "Não desespereis!" A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia ... da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. 
Os homens que odeiam desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao povo. 

 Não sois máquina! Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas!
O poder de criar felicidade! 
Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela ... 
de fazê-la uma aventura maravilhosa. 
Portanto - em nome da democracia - usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo ... 
um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, 
que dê futuro à mocidade e segurança à velhice.

Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. 


 Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo - um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade.  A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. 

Ergue os olhos!