Número total de visualizações de página

10/12/10

EDUCAÇÃO EM VALORES HUMANOS - Tânia Caminha O’Grady Felipe

EDUCAÇÃO EM VALORES HUMANOS

Educar é muito mais que transmitir conhecimento e esse conhecimento reunido na rede de instituições educativas, tem a capacidade de servir à sociedade e contribuir na melhoria das condições de nossos semelhantes.
A humanidade deseja uma transformação social direcionada a uma sociedade de paz e harmonia, mas é necessário ocorrer mudança no processo educacional, para uma melhor formação do ser humano, possibilitando-o ser capaz de construir esse mundo novo.
          Precisamos conscientizar os que norteiam as propostas educativas vigentes, que se preocupem com a expansão da compreensão da realidade e do desenvolvimento do ser humano nos seus níveis intelectual, afetivo, emocional e espiritual. É fundamental dedicarmos um olhar atento ao nosso compromisso com a ética, a responsabilidade social e planetária, numa visão de educação integradora e formadora de caráter.
Creio que os educadores devem instigar valores humanos em nossas crianças e  jovens, incentivando-os a usarem sua intensa capacidade amorosa, e assim germinaremos os valores humanos em seu coração, refletindo no comportamento familiar, social e profissional. Independentemente de tristezas, obstáculos, sofrimentos, desafios e decepções que encontrarão em seu percurso sobre a Terra, serão felizes. Afinal, felicidade não é estar radiante de alegria e de bom humor diariamente, mas sim permanecer em harmonia com sua natureza humana. As leis da natureza humana só serão cumpridas quando conseguirmos ser leais à verdade, o que nos levará à retidão e a qual nos proporcionará a paz. Assim torna-se possível vivenciar e compreender o verdadeiro amor incondicional. Com esses valores aflorados, seremos capazes de praticar a não-violência, que é a abstenção de ferir o outro pelo pensamento, palavra ou ação.
Busquemos o silêncio interior, a calma, a paciência, o auto-controle, a concentração e  a tolerância. Hoje compreendo que a paz não é um estado de espírito e sei que o exercício disso tudo é uma boa maneira de nos conduzir a ela. É uma atuação concreta, clara e transparente que reflete nossa disposição de lidar com a complexidade e a diversidade.
            A Educação em Valores Humanos com  sua proposta de autoconhecimento e formação do caráter, possibilita condições para adquirir, por meio de atitudes concretas, os valores que lhes darão liberdade de encontrar-se consigo mesmo e com os outros, na dimensão da solidariedade e do serviço desinteressado à causa do bem comum.
           Os valores humanos podem ser muito bem trabalhados na educação formal, não-formal e informal, através de atividades que envolvam histórias, contos, citações, canções, poemas, atividades cooperativas, harmonização.
A reflexão sobre os valores humanos deve ser aprofundada pelo educador, permeando o ensino sob  sua  responsabilidade, dentro e fora de qualquer instituição que educa.       
Seria ideal se cada um de nós, agentes educativos, em busca do aperfeiçoamento evolutivo, edificássemos nosso caráter através de leituras, estudos, reflexões, vivências dos valores, pois só inspiraremos os que educamos a se tornarem seres humanos íntegros e pessoas de bom caráter, através de nosso próprio exemplo.
Acredito que o educador contemporâneo necessita ter um olhar amoroso sobre "tudo o que a vista alcança", para conseguir ver que na sombra há luz.  Precisa possuir, acima de tudo, um olhar generoso, capaz de promover a alegria!

   Tânia Caminha O’Grady Felipe
 (Psicopedagoga, especialista em Relações Humanas e Dinâmicas Grupais).

Sem comentários:

Enviar um comentário