Número total de visualizações de página

13/08/10

MENSAGEM DE NIVER AO MARIDÃO NA FESTA COUNTRY EM 2007!



“AINDA QUE EU FALASSE A LÍNGUA DOS HOMENS E FALASSE A LÍNGUA DOS ANJOS, SEM AMOR EU NADA SERIA.” APÓSTOLO PAULO


E COMO É AMAR VOCÊ DUDU?

Ao longo desses dez anos de convivência, noto de forma clara o amor que sinto por você. Um amor que cresceu aos pouquinhos. . . Um sentimento lindo e divino que faz com que o meu coração bata mais forte e diferente quando estou curtindo a sua companhia. Algo que faz com que eu deseje ficar ainda mais perto e sempre ao se lado. Percebo nitidamente a sua enorme importância em minha vida e me surpreendo, por muitas vezes, pensando em você.

AMAR VOCÊ, DUDU . . .

É uma grande dádiva! É um mix de cuidado, carinho, amizade, tesão, confiança, felicidade, valorização, cumplicidade, tolerância, lealdade e compreensão. É possuir a grata satisfação de sentir bem de pertinho a sua alegria contagiante, o seu jeito especial de agradar e acolher o próximo com o seu sorriso cativante, o seu abraço aconchegante que é uma porta aberta para o bem estar, seus conselhos preciosos, sua generosidade plena, sua disposição para a vida, sua contínua responsabilidade, seu amor pelo trabalho, sua capacidade criativa ao se comunicar, sua habilidade para fazer sempre o certo, sua forma simples de encarar um novo dia, crendo que tudo tem jeito e sua fé admirável . . . saiba que compartilhar tudo isso é magnífico! É ter uma grandiosa admiração, acompanhada de um sentimento de respeito por tudo aquilo que você faz de bom e de bem, e especialmente pelo que você é! Suas marcas registradas são a bondade, o enjoamento, o perfeccionismo, a integridade, a simplicidade, o bom humor, a criticidade, a sensibilidade, o carisma, a sinceridade e a humildade. É ser capaz de conviver bem com as críticas, com alguns pequenos conflitos, com algumas sutis discordâncias, e não se esquecendo de buscar na presença do diálogo aberto e franco, sempre a harmonia, às vezes, até o consenso... mas imprescindivelmente, compreender que se pode amar com as diferenças e mesmo nas adversidades. É viver uma entrega amorosa diária e recheada de zelo. É me sentir mulher, mãe, criança, gente importante. . . é ser uma menina boa, a sua bebê! É ter vontade de rir de repente, sem muito motivo. . .
É manter o desejo de conquistar você dia-a-dia. . . É reconhecê-lo como o meu melhor amigo, meu homem ideal, que tornou-se marido, amado, pai dedicado do nosso querido filho, Gabriel, um ser muito iluminado, um profissional competente, um verdadeiro irmão no sentido amplo da palavra, um genro amoroso, um tio cuidadoso, um amigo de todas as horas, um filho presente para o seu pai, José, e certamente, um presente de filho para a sua mãe, Maria, um colega engraçado, um patrão que exige muito, mas sabe reconhecer o valor de seus funcionários, um menino- homem possuidor de uma alma pura e de um coração aberto.

Como dizem atualmente: “VOCÊ DUDU, É O CARA!”

É admirar mais e mais você por perceber que é linda e acolhedora a sua fonte geradora de amor, e ser grata a Deus que me concedeu a graça de vê-la brotar diariamente do sagrado coração do seu ser.
Amar você Dudu, incondicionalmente, é o que faço com prazer!!!

Eternamente, sua bebê. 11/6/2007

Sem comentários:

Enviar um comentário