Número total de visualizações de página

08/07/12

Livrai-me de todo malamém!


 
     Pétalas de margaridas, unhas de tartarugas, levai pra longe de mim tudo que me traga rugas! É curioso o modo como tudo na vida é transitório. É curioso como ela se parece com uma estação. Tudo é passageiro, tem gente que passa rapido, tem gente que chega mais cedo, gente que se atrasa, perde a hora, o trem, o jeito... Tem gente que vai e volta com frequencia, tem gente que vai e fica, gente que volta e permanece. Tem gente bonita, de alma leve, que a gente quer mais é que perca o trem só pra poder tomar mais um café, comer outro pedaço de torta... Tem gente que é bonita por fora, mas só traz maldade na alma, e essas, a gente torce pra que o trem chegue logo e leve pra outro destino, e que não volte mais e que esqueça que passou nessa estação, essa gente é sempre muito feia de coração, dá arrepios, credo! Tem gente que vive de estação em estação, da um sorriso aqui, um abraço ali, um apoio acolá e passa o tempo assim, que nem beija flor, livre, pleno, feliz, espalhando alegrias boas por onde passa! Tem gente que passa sorrateiro, desapercebido, mas quando você ve, essa gente se instalou no seu peito e isso te fez um bem danado. E tem gente que passa, e só, não deixa nenhuma impressão, sensação... nadinha... e você nem se da conta, segue seu caminho sem nem saber que essa gente existe.

     E tem trem também. Uns são barulhentos, espalhafatosos, passam e nos deixam em sobressalto! Outros são atordoados, bagunçados e deixam a gente com medo, inseguro... Outros são inexplicavelmente turbulentos, inquietos, inconstantes, passam e não deixam pedra sobre pedra, e nesse caso, lá vai você ter que construir a estação de novo, do zero, tijolinho por tijolinho, emoção por emoção. Mas o bom, é que há sempre uma maria fumaça à caminho, pra acalentar seu peito de novo. Aaaaah... maria fumaça é o que pode haver de melhor na estação! Calma, charmosa, passa devagar, sem susto, tranquila, poética e com seu 'fu-chi fu-pá, fu-chi fu-pá' e seu balançar, mais parece uma mãezinha ninando o filho!

     Mas nem tudo são flores, há sempre uma possibilidade de um trem bala tirar do trilho a maria fumaça, e aí haja coração! E claro, tem a bagagem. Tem gente que leva uma mala enorme, mas desnecessaria, carrega nela apenas coisas inuteis: raiva, inveja, rancor, falsidade, amargura, maldade, tristeza e uma felicidade completamente falsa, vazia, superficial, dessa gente dá pena! Tem gente que leva uma mala média, mista, com altos e baixos, anjos e diabinhos, tudo muito humano! Tem gente que leva uma maletinha só, mas com verdadeiras preciosidades dentro: leva amor, compaixão, respeito, solidariedade, honestidade, alegria, sinceridade e um pedacinho de chocolate porque ninguém é de ferro! E esses ultimos, simplesmente abandonam, deixam pra trás, todas as coisas não tão boas da vida, esquecem ofensas, deixam o que entristece pra lá, sabém que alma e carater são coisas bonitas, valiosas, que necessitam sempre de manutnção, exercício, boa alimentação e cuidado... e seguem em frente suaves, delicados, sutis, se assemelhando bastante com algodão-doce ou nuvem pequena tomando um ar fresco!

     Mas o mais importante de tudo, é saber que de toda essa gente, algumas vão te magoar, outras vão te alegrar, outras farão as duas coisas! Umas serão brisa leve, outras, furacão! Umas serão verdades nuas e cruas, outras serão mentiras cruéis! Esses serão partida recomendada, aqueles serão encontros e desejo de permanencia! Alguns você vai prender na sua estação, e não deixar sair jamais. E cuidar, e mimar e valorizar... e outras, você vai rezar pro papai do céu toda noite, pedindo proteção: 'não me deixe cair em tentação, enganação... e livrai-me de todo o mal que certa gente faz... AMÉM!

 
DESCONHEÇO A AUTORIA. EXTRAÍDO DO BLOG DE CAMILA BARCELOS.

Sem comentários:

Enviar um comentário