Número total de visualizações de página

10/11/10

A BRIGA DAS CORES - Desconheço autoria

Certa vez as cores do mundo começaram uma disputa. Cada uma delas se dizia a melhor, a mais importante, a mais útil, a favorita entre todas.
A cor Verde disse:
– Claro que sou a mais importante. Eu sou sinal de vida e de esperança. Eu fui a cor escolhida para a grama, para as árvores e folhas. Sem mim todos os animais morreriam. Examine o campo e verá que sou maioria.
A cor Laranja, estando próxima, colocou a boca no trombone:
– Eu sou a cor da saúde e força. Eu posso estar escassa, mas eu sou preciosa porque eu sirvo às necessidades da vida humana. Eu sou levada nas vitaminas mais importantes. Pense em cenouras, abóboras, laranjas e mamões. Eu não fico vadiando o tempo todo, mas quando eu encho o céu ao amanhecer ou ao pôr-do-sol, minha beleza é tão impressionante que ninguém mais pensa em qualquer uma de vocês.
A cor Azul interrompeu:
– Você só pensa na terra, mas deve considerar o céu e o mar. A água é a base de vida e é retirada pelas nuvens do mar profundo. O céu dá espaço e paz e serenidade. Sem minha paz, você não seria nada.
A cor Vermelha não agüentou por muito tempo e gritou:
– Eu governo todas vocês! Eu sou sangue, o sangue da vida! Eu sou a cor do perigo e da coragem. Eu estou sempre disposta a lutar por uma causa. Eu trago fogo no sangue. Eu sou a cor da paixão e do amor.
Finalmente, a cor Amarela riu:
– Você é sempre tão séria! Eu trago risada, alegria e calor para o mundo. O sol é amarelo, a lua é amarela, as estrelas são amarelas. Toda vez que se olha para um girassol, o mundo inteiro começa a sorrir. Sem mim, não haveria nada divertido.
E assim, as cores se ostentavam, cada uma convencida de sua superioridade. A disputa estava cada vez mais acirrada, quando, de repente, um surpreendente raio seguido de um trovão iluminou tudo.
Uma chuva verteu implacavelmente.
As cores se encolheram de medo, enquanto procuravam ficar mais perto uma das outras.
No meio do barulho, a chuva começou a falar: - Cores, vocês são tolas lutando entre si, tentando, cada uma, dominar as outras. Será que vocês não sabem que cada cor traz um propósito especial? Parem de brigar, dêem-se as mãos e venham aqui. De agora em diante, quando chover, cada uma de vocês se estirará pelo céu, em um grande arco colorido para lembrar que se pode viver em paz.
Assim foi criado o Arco-Íris, sempre um sinal de esperança.
E assim, sempre que uma boa chuva lava o mundo, um Arco-Íris aparece no céu, mostrando a amizade e a paz entre as cores.
Conviver em paz é melhor!

Sem comentários:

Enviar um comentário